author

Da incompreensão

É sempre surpreendente quando o “politicamente incorrecto” acontece por puro acidente. Mas o que aconteceu esta manhã explica como nascem as grandes polémicas azedas: por vezes não significa que quem tem um microfone à frente seja um punk do caraças; apenas que quem está do outro lado a ouvir, ouve mal. Isto manda abaixo a […]

Como Pegar nos Solavancos da Vida Sentimental e Fazer uma Comédia Romântica: Um Guia

Gosto de comédias românticas. Não de todas, mas por vezes creio que o género é tido como coisa menor, manchada em tons de piroso, quando, na verdade, está repleto de encantadores exemplos de brilho, sensibilidade, inteligência e humor. Seja como for, por cada exemplo deplorável que surge – geralmente envolvendo pessoas do elenco de Anatomia de […]

O elogio de Pokémon GO

Provavelmente há muita gente a pensar que isto é irónico, mas não – acredito piamente que Pokémon GO é dos jogos mais engenhosos, interessantes e revolucionários de sempre. Agora chamem-me nomes. O processo é o do costume: surge uma app-fenómeno, conquistando o planeta do dia para a noite, e o mundo passa a dividir-se entre as pessoas […]

Estive quase para chamar a este artigo OLHA O ROBOT mas achei que era demasiado óbvio

Quem frequenta esta catacumba sabe que eu tenho apreço por engenhocas. Não percebo como funcionam, e adoro que isso seja assim, porque posso manter viva a reserva de esperança de que magia / feitiçaria estejam envolvidas, de alguma forma, no processo. Estou seriamente entusiasmado com as potencialidades da Realidade Virtual (embora tenha de admitir que […]

Os Coen, porque sim

Adoro os Coen. Não há um filme em toda a sua obra do qual eu não retire valente gozo, sejam as obras-primas incontestadas como Sangue Por Sangue ou Este País Não é Para Velhos, ou os desvarios cómicos como Irmão, Onde Estás? ou mesmo o largamente odiado remake da comédia The Ladykillers (sim, eu gosto do The Ladykillers dos Coen, e depois?). Salve, César! é desta última estirpe. […]

O flagelo das séries

Eu gostaria que, de facto, os grandes criadores de televisão parassem, por um momento, de fazer séries. A sério, temos que cheguem. Temos que cheguem para uns três anos de bom binging. Deslarguem-nos. Começa a ser francamente desagradável soterrar o público em qualidade. Começo a gostar da falta de ambições das televisões portuguesas a esse nível: se […]

A evolução

Há uns dias, o César Mourão gravou um vídeo a anunciar o seu regresso às Manhãs da Comercial. No vídeo, o César dizia, e passo a citar: “É só para vos descansar. Sei que já há para aí ataques cardíacos e tal. Calminha. O Rebenta a Bolha vai voltar quando estiver a chover”. Foi isto […]